12/08/22: Boletim do Monitoramento do NEV Eleições 2022 – Instagram

O Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) disponibiliza o Boletim #2 do Monitoramento sobre as Eleições 2022, realizado pelos pós-doutorandos Pablo Almada e Natasha Bachini, com a Coordenação de Marcos César Alvarez.


Neste segundo boletim, adentrou-se na disputa eleitoral à Presidência da República a partir do Instagram. Foram coletados e analisados os conteúdos relacionados aos candidatos à frente nas pesquisas: Jair Messias Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva. Observou-se como a comunicação política se dá nesta mídia social de fotos e vídeos, a partir da coleta e análise de um dos principais símbolos da linguagem da internet, as hashtags (#). O cenário das hashtags é promissor pois ele sugere o peso de cada candidato, os atores e os assuntos na rede, além de demarcar por meio de quais hashtags essa influência é realizada.

As duas hashtags mapeadas, #lula (com 1.199.873 publicações) e #bolsonaro (3.091.310 publicações), foram coletadas com a extensão Zeeschuimer, mas com uma amostragem representativa (99% de confiança, 3% de margem de erro), resultando em 1848 posts para cada hashtag. Os dados foram tratados nos aplicativos 4CAT e Gephi, gerando, respectivamente, as redes de hashtags e os grafos da amostra. Os gráficos apresentados mostram as 10 hashtags mais associadas com as hashtags principais, bem como o “mar” de hashtags que se associam com as duas hashtags principais.


O que dizem as hashtags

Os dados obtidos apresentam um cenário de domínio das hashtags associadas ao candidato Jair Bolsonaro, assim como uma ampla referência dos valores defendidos pelo candidato e propagado por seus seguidores e influencers. A referência ao candidato Luiz Inácio Lula da Silva, além de mais fraca, demonstra que seu impulsionamento também favorece seu adversário. No entanto, quando comparadas as duas hashtags, verifica-se que aquelas associadas a Jair Bolsonaro são amplamente predominantes nesta mídia social.

No Instagram, os conteúdos sobre as eleições de 2022 são perpassados pela hashtag #bolsonaro, e, além disso, há o reforço da estratégia de comunicação política digital da eleição anterior, com uso intenso de hashtags pró-bolsonaro, que fomentam o anti-petismo, a crítica às instituições democráticas e à imprensa, reverenciam os valores cristãos e conservadores, resultando em um ambiente praticamente impenetrável para a utilização da hashtag principal da campanha do adversário.



Acesse o Boletim #2 do Monitoramento das Eleições 2022 do NEV

 

 

 

Sobre o Monitoramento

Com a proximidade das eleições de 2022, o NEV passou a monitorar, a partir do mês de julho, suas repercussões nas mídias sociais (YouTube, Facebook, Twitter, Instagram e TikTok).

O objetivo é observar a consolidação dessas plataformas como um importante meio de comunicação política. Interessa, principalmente, identificar e compreender posturas que possam ensejar autoritarismos nas relações cotidianas e a deslegitimação das instituições democráticas.

Os levantamentos, produzidos pelos pós-doutorandos do NEV-CEPID Natasha Bachini e Pablo Almada, sob a Coordenação de Marcos César Alvarez, servirão também para subsidiar as demais linhas de pesquisa do Núcleo e serão reunidas em página fixa do site do NEV, na aba de “Projetos”, destinada ao Monitoramento: https://nev.prp.usp.br/projetos/monitoramento-das-eleicoes-2022/