Evento do NEV no Circuito Urbano, apoiado pelo Onu Habitat, dia 6 de outubro, 19h

06 DE OUTUBRO

OS IMPACTOS DA CRISE CLIMÁTICA NA VIDA DE CRIANÇAS NO BRASIL: MIGRANTES, REFUGIADAS E PERIFÉRICAS

Evento ao vivo | 19:00 Brasília
Transmissão ao vivo pelo canal do Youtube “Circuito Urbano”

Organizador(a)

Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP)

Descrição

O GRID 2021, Relatório Anual do IDMC – Internal Displacement Monitoring Centre -, registrou o maior índice os deslocamentos motivados por mudança climática no ano de 2020 nas Américas: 4,5 milhões. No mundo, 88.9% dos deslocamentos estão relacionados à mudança climática e 11.1% aos desastres geofísicos. O 6º relatório do MJSP junto ao OBMigra registrou que, entre as 28.899 solicitações de reconhecimento da condição de refugiado em 2020, 88,1% foram de feitas por pessoas menores de 15 anos de idade.
Diante desse contexto, atento à significante vulnerabilidade de crianças e adolescentes em mobilidade internacional, o NEV/USP, enquanto Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde no projeto de prevenção à violência contra crianças e adolescentes (BRA-61), propõe dialogar sobre os impactos da crise climática na vida de crianças, migrantes, refugiadas, periféricas, no Brasil. Tendo como tema orientador dos debates a Nova Agenda Urbana e os ODS, em especial os objetivos 11 e 16.

Programação

Marcelo Batista Nery
Sociólogo e Tecnólogo. Coordenador de Transferência de Tecnologia e Head do Centro Colaborador da OPAS/OMS (BRA-61) do NEV, membro do grupo de estudos da Cátedra Oscar Sala e LIEVES, pesquisador Colaborador no IEA – Programa Cidades Globais – USP.

Zenaida Luisa Lauda Rodriguez
Cientista Ambiental. Integra a rede de pesquisadores RESAMA – Rede Sul Americana para as Migrações Ambientais e a rede WATERLAT GOBACIT. Membro do GEDC e o grupo de extensão ProMigra ambos Direito USP, e membro da RBSD.

Maria Fernanda Paschoal
Psicóloga. Membro fundadora do Coletivo Diásporas Africanas.

Yolis Lion
Comunicadora Social. Indigena Venezuelana da etinia Warao – nascida na Venezuela, na comunidade do Barranco de Fajardo. Analista social do SJMRBH e Conselheira Municipal do COMPIR/BH.

Mohammed ElHajji
Doutor em Comunicação e Cultura. Professor da UFRJ, Coordenador do Fórum de Migrações e do Simpósio de Pesquisa sobre Migrações. Líder do Grupo de Pesquisa Diaspotics.

Moderação

Marcelo Batista Nery – Coordenador e pesquisador

Coordenador de Transferência de Tecnologia e Head do Centro Colaborador da OPAS/OMS (BRA-61) do Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP (CEPID-FAPESP), pesquisador associado do Laboratório Interdisciplinar de Estudos sobre Violência e Saúde (LIEVES), membro do grupo de estudos da Cátedra Oscar Sala e pesquisador Colaborador no Instituto de Estudos Avançados (IEA) – Programa Cidades Globais.

Painelistas

Zenaida Luisa Lauda Rodriguez – Pós-doutora no IEA-USP

Doutora em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo (PROCAM-USP). Possui graduação em Direito pela Universidade Nacional do Altiplano (UNA)-Puno-Peru. Com experiência e atuação na área de Direitos Humanos, Direito Ambiental, Ciência Ambiental e Migração. Integra a rede de pesquisadores RESAMA – Rede Sul Americana para as Migrações Ambientais e a rede WATERLAT GOBACIT. Membro do Grupo de Estudos em Direito Comparado – GEDC e o grupo de extensão ProMigra (Projeto de Promoção dos Direitos de Migrantes) ambos da Faculdade de Direito da USP, e membro da Rede Brasileira de Saberes Decoloniais (RBSD). Membro da Secretaria Executiva Editorial da Revista Ambiente & Sociedade desde 2017. Ganhadora do Prêmio ANPPAS Tese 2019, concedido pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade. Tem interesse nos seguintes temas: Ciência Ambiental, Direito Ambiental, Direitos Humanos, Migração ambiental, Riscos, princípio da precaução, conflitos socioambientais, recursos hídricos, mineração, Ecologia Política, Justiça Ambiental e Decolonialidade.

Maria Fernanda Pascoal – Psicóloga e Psicoterapeuta

Ativista dos direitos humanos e membro fundadora do coletivo Diásporas Africanas.

Yolis Lyon – Ativista nas Causas Indígenas

Artesã, Poeta, Graduada em Comunicação Social. Analista Social do Serviço Jesuítas a Migrantes e Refugiados de BH (SJMR-BH). Conselheira Municipal de Promoção da Igualdade Racial- BH (COMPIR). Integrante de Grupo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão Direito Social e Migração da Escola de Serviço Social da PUC MINAS.

Mohammed ElHajji – Professor Titular da UFRJ

Doutor em Comunicação e Cultura pela UFRJ. Pós-doutorado pela UNISINOS (Mídia e Migrações). Integrante dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura (PPGCOM) e em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social (EICOS) – ambos da UFRJ. Sua pesquisa, estudos, produção intelectual e orientações acadêmicas (no âmbito nacional como internacional) são focados na questão migratória transnacional, diaspórica e intercultural: identidade, cultura, etnicidade e alteridade. Professor e coordenador local do Consórcio MITRA / Master Erasmus Mundus em Migrações Transnacionais. Membro Associado do Grupo de Pesquisa em Comunicação Internacional e Intercultural GERACII da UQAM (Université du Québec à Montréal). Coordenador do Fórum de Migrações e do Simpósio de Pesquisa sobre Migrações (https://forumdeimigracao.org). Líder do Grupo de Pesquisa Diaspotics (https://diaspotics.org).

 

Originalmente publicado em https://www.inscricoes.circuitourbano.org/trabalho/view?ID_TRABALHO=60