NEV organiza dossiê sobre crime organizado

Sérgio Adorno, Coordenador Científico do Building Democracy Daily: Human Rights, Violence and Institutional Trust, projeto CEPID-FAPESP do Núcleo de Estudos da Violência, e Camila Nunes Dias, pesquisadora do NEV, organizaram o dossiê sobre Crime Organizado para a Revista Brasileira de Sociologia.

No texto de apresentação, Adorno e Dias escrevem sobre como o “Crime Organizado” não é um fenômeno social e político recente, mas que vem sofrido transformações no Século XXI. Os autores destacam três aspectos relevantes para o ponto de vista sociológico: as articulações de macro e micro estruturas sociais; as interferências no cotidiano de organizações formais, como família, empresas e organizações governamentais; e, por último, o debate sobre a relação entre democracia e crime organizado. Para alguns pesquisadores, as operações ilegais enfraquecem a democracia, enquanto para outros, estas mesmas operações estão enraizadas no sistema e constituem parte da funcionalidade.

Adorno também escreveu o artigo “Fluxo de operações do crime organizado: questões conceituais e metodológicas”, feito a partir de documentos e relatórios de organizações governamentais e não governamentais, além de dados sobre apreensões de drogas. O trabalho visa “apontar problemas com os quais se defronta o pesquisador cujo objeto reside na observação e análise de fluxos da produção, circulação, tráfico, distribuição e consumo de drogas ilícitas”.

Dias, junto a Natália Caruso Theodoro Ribeiro, escreveram o artigo “O deslocamento da prisão em três Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs) e sua centralidade na conformação de redes criminais transnacionais”, analisando “as mudanças ocorridas nas dinâmicas criminais nas duas últimas décadas no Brasil, com base nos relatórios de três Comissões Parlamentares de Inquéritos (CPIs) de temas correlatos: Narcotráfico (1999-2000), Tráfico de Armas (2005-2006) e Sistema Carcerário (2007-2008)”.

Estes artigos e todos os outros do dossiê podem ser acessados no site da Revista Brasileira de Sociologia