Nota de Pesar: Falecimento do Professor Pedro Rodolfo Bodê de Moraes

No último sábado, 27 de novembro de 2021, faleceu o pesquisador e ativista do campo dos Direitos Humanos, Pedro Rodolfo Bodê de Moraes, professor adjunto do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e dos programas de pós-graduação em Sociologia e em Direito, na mesma instituição. Tendo colaborado, ao longo dos anos, com diversos pesquisadores do NEV/USP, Bodê formou-se em Ciências Sociais pela UFF, fez o mestrado em Antropologia Social pela UFRJ, doutorado em Sociologia pelo IUPERJ e estágio pós-doutoral no IESP/RJ, ao investigar temas ligados à violência, à criminalização, ao sistema penitenciário e demais instituições de controle social. Em seu doutorado, pesquisou a construção da identidade profissional entre os agentes penitenciários, sendo um trabalho pioneira no tema.

No Centro de Estudos em Segurança Pública e Direitos Humanos (CESPDH) e nos programas de pós-graduação em que atuava, coordenou e orientou inúmeras pesquisas sobre militarização da segurança pública, formação e identidade de agentes de segurança, dinâmicas prisionais, mecanismos de controle social perverso e de criminalização da juventude.

Além de pesquisador engajado, Pedro era um professor inspirador. Sua vivacidade, inquietude e compromisso com a reflexão sociológica mobilizavam todos a sua volta, despertavam em seus interlocutores o interesse genuíno pelas questões e problemas aos quais dedicou seu trabalho de pesquisa e intervenção.

Na revista Tempo Social, do Departamento de Sociologia da USP, organizou em 2013 o dossiê “Sociologia da Punição e das Prisões”, juntamente com Marcos César Alvarez do NEV/USP (disponível em https://www.revistas.usp.br/ts/issue/view/5507).

Além das destacadas atividades de ensino e de pesquisa, foi coordenador da Comissão Estadual da Verdade do Paraná e membro do Fórum Paranaense da Verdade, Memória e Justiça, entre muitas outras atividades de defesa dos Direitos Humanos.

Foi um pesquisador que sempre agiu de forma coerente na articulação entre pesquisa científica de qualidade e engajamento no combate aos problemas sociais do país. O NEV/USP presta, assim, sua homenagem ao professor dedicado, orientador exemplar, ativista incansável e ao amigo insubstituível.