Revista de Saúde Pública in scientific publications on Violence and Health (1967-2015)

A produção da Revista de Saúde Pública (de 1967 até 2015) sobre violência e saúde foi recuperada nas bases SciELO e PubMed utilizando-se os termos “violência”, “suicídio”, “agressões”, “bullying” e “causas externas”, registrados em qualquer parte do texto. Foram encontrados 130 artigos (o primeiro deles publicado em 1974). Constatou-se: aumento das publicações no tempo, com decréscimo nos últimos cinco anos; volume similar de produção em violência letal e não letal; publicação mais tardia desta última; poucos estudos em pesquisa qualitativa; produção majoritariamente descritiva; e visibilização do problema, mais pelos atos que pelos contextos ou motivações e agressores. Os marcadores sociais foram pouco tematizados, aparecendo da maior para a menor frequência, classe social, gênero, raça/etnia e geração. Direitos humanos foi pouco, e apenas recentemente, usado como referencial analítico, conectado mais ao gênero do que à classe social. Embora a Revista de Saúde Pública tenha inscrito o tema em suas publicações, consolidando-o como linha de produção científica, há, ainda, grande rarefação teórica explicativa e pouca interseccionalidade entre violência, desigualdades sociais e direitos humanos.

Palavras-chave: Violência; Saúde Pública; Publicações Periódicas como Assunto; história.

Abstract:

This article retrieved the publications from the Revista de Saúde Pública journal (from 1967 to 2015) on violence and health, on the SciELO and PubMed bases, by searching for the terms “violence”, “suicide”, “aggression”, “bullying”, and “external causes”, registered in any part of the text. We found 130 articles (the first one published in 1974). We observed: increase of publications over time, with decrease in the last five years; similar production volume in lethal and non-lethal violence; later publication of the latter; few studies in qualitative research; mostly descriptive production; and visualization of the problem more by the acts than by contexts or motivations and aggressors. Social markers were little approached, appearing, from largest to smallest frequency, social class, gender, race/ethnicity, and generation. Human rights were little used and only recently used as analytical framework, connected more to gender than to social class. Although Revista de Saúde Pública has registered the theme in its publications, consolidating it as scientific production line, there is still great explanatory theoretical rarefaction and little intersectionality between violence, social inequalities, and human rights.

Keywords: Violence; Public Health; Periodicals as Topic, history; Scientific Communication and Diffusion; Review; Historical Article.

 

Ficha Técnica

Revista de Saúde Pública in scientific publications on Violence and Health (1967-2015)
Authors: Maria Fernanda Tourinho Peres
Lilia Blima Schraiber, Claudia Barros, Ana Flávia Pires Lucas d’Oliveira,
Ano: 2016
Tema(s): Prevenção à Violência
Tipo: Artigo
Language: Português
Formato: PDF
Páginas: 10
Acessar arquivo

Procurar publicações

Como citar essa publicação

SCHRAIBER, Lilia Blima et al . Revista de Saúde Pública in scientific publications on Violence and Health (1967-2015). Rev. Saúde Pública,  São Paulo,  v. 50, 63, 2016 .