Servidores públicos, auto-legitimidade e confiança: Judiciário

Esta pesquisa investiga a legitimidade do judiciário a partir das percepções dos juízes e dos contatos estabelecidos entre os magistrados e a população. Seguindo as discussões centrais do CEPID/FAPESP, compreende-se que a percepção dos juízes sobre sua legitimidade é fundamental para a legitimidade da instituição. Assim, parte-se de uma abordagem qualitativa, com o objetivo de compreender como os juízes percebem e constroem a sua autoridade e legitimidade, considerando a importância do contato estabelecido com a população nessa construção. A primeira etapa da pesquisa envolveu a realização de entrevistas qualitativas com juízes que atuam em diferentes áreas do direito. Com o objetivo de acessar as noções de autoridade judicial construídas pelos juízes, as entrevistas consideraram as opiniões sobre as relações internas ao judiciário e sobre o contato estabelecido com a população. A segunda etapa da pesquisa consiste na realização de observação das interações estabelecidas entre os atores que participam de audiências de custódia. A observação das audiências permite aprofundar a análise sobre a construção da autoridade dos juízes, a partir de suas visões, bem como das interações com os demais atores que participam da situação da audiência.

Ficha Técnica

Realizada entre: 2013 - Atual
Financiador(es): FAPESP
Equipe: Maria Gorete Marques de Jesus
Damião Cândido Medeiros Filho
Bruna Gisi
Giane Silvestre
Fernanda Novaes Cruz
Gustavo Higa
Efrain García Sanchez