Nota de pesar pela morte de Gláucio Soares

É com enorme tristeza que o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) manifesta suas mais sinceras homenagens ao Prof. Dr. Gláucio Soares.

Uma série de realizações no campo das Ciências Sociais brasileiras podem ser atribuídas ao Professor Gláucio Soares. Além de ser considerado um dos cientistas políticos pioneiros nas pesquisas sobre comportamento eleitoral no país, Gláucio Soares dedicou ainda anos da vida para estudar a Ditadura Militar brasileira. Na área da Segurança Pública, Gláucio Soares contribuiu enormemente para incorporar a perspectiva quantitativa nos estudos conduzidos por aqui. Especialmente atento ao tema das mortes violentas, conduziu estudos sobre homicídios, suicídios e acidentes, sempre colocando a defesa da vida em primeiro lugar.

Tinha uma sede por produzir conhecimento e o lema de “salvar vidas” que o perseguiu até o final de sua vida. Além de ensinar, Gláucio Soares, como um dos pioneiros neste campo, orientou formal e informalmente, dezenas de pesquisadores que hoje compõem o que chamamos de campo da segurança pública no Brasil. Extremamente generoso, concentrava seus esforços em não apenas produzir conhecimento, mas também em torná-lo acessível para o maior número de pessoas possível.

Foi um guerreiro pela vida, de todos e de si próprio. Lutou por muitos anos contra um câncer. Mas não lutou sozinho, mantinha um blog no qual traduzia as últimas pesquisas publicadas sobre o assunto para que outros brasileiros pudessem ter acesso às informações mais recentes e urgentes sobre a doença. Foi mais uma vítima da Covid-19, doença que já vitimou quase meio milhão de brasileiros/as.

Perdemos um grande cientista social e um grande amigo, mas sem dúvida seu legado ainda perdurará por muitas gerações.

Estendemos nossa solidariedade à sua esposa Dayse Miranda, seus filhos, netos e amigos.