25/11/22: Começa na terça, 29, Seminário “Pesquisa em Prisão – Carandiru 30 anos depois” no Largo São Francisco

Acontece nos dias 29 e 30 de novembro, em São Paulo e com modalidade de participação online, o VI Seminário Internacional “Pesquisa em Prisão: Carandiru 30 anos depois”, realizado pela Associação Nacional de Direitos Humanos, Pesquisa e Pós-Graduação (ANDHEP), pelo Laboratório Social e pelo Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV/USP), contando com uma programação que integra grandes mesas de debate com a realização de grupos de trabalho. O Seminário pretende reunir, para essas atividades, pesquisadores/as, operadores do sistema prisional, sobreviventes do cárcere (egressos e familiares) e militantes pela solução dos problemas observados no sistema.

É possível se inscrever gratuitamente no evento pelo hotsite prisoes2022.sinteseeventos.com.br/ (caso o sistema gere um boleto de cobrança, basta não realizar o pagamento, destinado a participantes dos grupos de trabalho, parte mais acadêmica do Seminário). Também há mais informações sobre o evento no site da Andhep.

Programação
Em dois dias de atividades, serão realizadas quatro mesas de debate abertas a todo o público interessado gratuitamente, nos dois dias, às 9h e às 14h, com os temas “Pandemia no Sistema Prisional”, “Sociedade Civil e Prisões”, “Justiça e Carandiru” e “Pesquisa em Prisões”.

As mesas serão realizadas de forma híbrida: a modalidade presencial acontece no auditório Rubino de Oliveira, na Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco, em SP, e a modalidade online consistirá em transmissão pelo canal do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito.

Em ambos os dias, das 18h às 20, serão realizadas de forma exclusiva online os Grupos de Trabalho, para apresentação e debates dos trabalhos enviados por participantes inscritos previamente – os aprovados receberam as informações e orientações de participação por e-mail.

Confira a programação completa das mesas:

Terça-feira, 29/11, 9h – MR01 – Pandemia no Sistema Prisional
Alexandra Sanchez (Fiocruz)
Catarina Pedroso (Infovírus)
Bruno Shimizu (Núcleo de Situação Carcerária da Defensoria de SP)
Mediação: Leonardo Ostronoff (UFABC e NEV/USP)

Terça-feira, 29/11, 14h – MR02 – Sociedade Civil e Prisões
Aline Campos (UFT)
Geralda Ávila (Libertas)
Miriam Duarte (Cedeca e Amparar)
Mediação: Sergio Grossi (NEV/USP)

Quarta-feira, 30/11, 9h – MR03 – Justiça e Carandiru
Gorete Marques (NEV/USP)
Juliana Melo (UFRN)
Maíra Machado (FGV)
Mediação: Guilherme Almeida (FD-USP)

Quarta-feira, 30/11, 14h – MR04 – Pesquisa em Prisão
Giane Silvestre (NEV/USP)
Luiz Lourenço (UFBA)
Marcelo Campos (UFJF)
Veridiana Campos (NEV/USP)


Sobre o evento

A primeira edição deste Seminário foi realizada em 2015, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), e a segunda ocorreu em 2016 no Rio de Janeiro, na Universidade Católica de Petrópolis. A terceira edição ocorreu em 2017 em Recife, na UFPE, como uma forma de expansão e difusão do pensamento crítico sobre Direitos Humanos e Criminologia no Brasil para região Nordeste.

Dando continuidade nessa circulação do conhecimento produzido sobre a temática, a quarta edição do Seminário foi realizada na Universidade Federal da Grande Dourados, mantendo a finalidade de suprir uma lacuna no âmbito das ciências sociais e sociais aplicadas no Brasil. No ano de 2019, o V Seminário Internacional de Pesquisa em Prisão aconteceu na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, em São Paulo.

Carandiru, 30 anos depois
Para 2022, o fio condutor da preparação do Seminário é a marca de 30 anos do Massacre do Carandiru, violento episódio em que o batalhão de choque entrou no Complexo do Carandiru, em São Paulo, na tarde de 2 de outubro de 1992, usando armas de fogo contra os homens presos, resultando em cento e onze vítimas fatais e outras vítimas de lesões e traumas até hoje sem contabilização precisa.

Às vésperas do aniversário do evento, o NEV lançou o Podcast “As Prisões e as Décadas: Carandiru 30 anos depois”, para reunir Memórias e Reflexões sobre o Massacre de 1992, contando com participantes do Seminário “Pesquisa em Prisões” e diversas pessoas empenhadas em manter vivas a história e o significado desse acontecimento brutal.

No Episódio de abertura, Valdênia Paulino, Maíra Rocha Machado, Marina Dias, Marcos César Alvarez e Guilherme de Almeida começam a falar sobre as memórias e as versões do Massacre do Carandiru e sobre a agenda de atividades previstas em 2022, quando se marcam os 30 anos desse acontecimento brutal. As entrevistas são conduzidas por Gorete Marques, Gustavo Higa e Isabela Cunha. O podcast está disponível nas principais plataformas de podcast, no canal do NEV no Youtube e no site do Núcleo.